25 julho 2019
25 julho 2019,
 0

.

Instagram: travelforlifebr | Facebook: travelforlifebr | Twitter: travelforlifebr

.

SÃO ROQUE | São Paulo

O restaurante e vinícola Quinta do Olivardo, em São Roque (SP) | Fotos Divulgação

As visitações são realizadas somente aos finais de semana e feriados

Rótulos que integram a coleção da Adega Quinta do Olivardo

Caminhar pelos parreirais e as covas onde estão enterradas as garrafas de vinho, chamado de Vinho dos Mortos, que de acordo com a história, nasceu quando o povo português enterrou o que eles tinham de mais precioso, as garrafas de vinho, para não serem saqueados pelas tropas de Napoleão, é a sugestão de passeio do restaurante e vinícola Quinta do Olivardo, em São Roque.

O espaço traz com detalhes o resgate desta parte da história, que conta que após a expulsão das tropas de Portugal, os lusitanos ao reconquistarem suas propriedades, desenterraram seus vinhos e julgando que encontrariam uma bebida estragada, tiveram uma grande surpresa, encontrando um vinho ainda mais saboroso.

Além da trilha, com muitas alamedas e videiras, o visitante conhece a adega, terminando o encontro na cave, onde é apresentado um vídeo, com a história do Vinho dos Mortos, seguida da degustação da linha completa do produto, com os rótulos Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonay e Bordô. A degustação é acompanhada por uma tábua de frios e pães.

De acordo com Olivardo Saqui a experiência deste passeio traz “um vinho dos mortos que alegra os vivos”.

A Adega e Restaurante Quinta do Olivardo fica no km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque (SP), com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Está localizada a 60 quilômetros de São Paulo e a 45 quilômetros de Sorocaba.

As visitações são realizadas somente aos finais de semana e feriados, às 11h, 14h e às 17h. Com duração média de 45 minutos, as visitas são limitadas e os ingressos podem ser adquiridos na casa ao custo de R$ 35 por pessoa (incluso brinde de uma taça personalizada). Informações pelo site www.quintadoolivardo.com.br .

.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »